Campeonato Brasileiro EP 2019

No final de semana dos dias 17 e 18 de agosto, foi realizado na AJARC (Joinville-SC), o campeonato brasileiro das categorias 1:10 Touring Car elétrico, com motores 17.5T Blinky e 8.5T Modified.

Um belo grid em ambas categorias, com nível altíssimo de disputas, que no final coroou os pilotos “locais” com um título brasileiro que certamente será inesquecível.

Na 5ª e 6ª feira, muitos testes para encontrar a melhor fórmula para os pneus, uma vez que a pista da AJARC tem uma característica bem peculiar para o uso de aditivos, ao mesmo tempo em que os aquecedores de pneu são proibidos pelo regulamento. No final, um grande número de pilotos escolheu o aditivo Salvadori Racing Diabo Verde para utilizar nas tomadas de tempo e corridas.

Categoria 17.5T Blinky

Disputa da pole ficou entre os pilotos Pedro Moises e Diogo Maia. No final, o piloto brasiliense Pedro conquistou o #1 no grid de largada.
As finais foram tensas, e o veterano e campeão Sr. Otávio Langowski se aproveitou de um incidente na disputa entre os líderes Diogo e Pedro, e assumiu a ponta para vencer a final A1.
Na final A2, Pedro garantiu a vitória, seguido por Otavio.
A disputa do título ficou entre Pedro, Otávio e Diogo e o resultado da final A3 decidiria o título. Novamente disputa entre Pedro e Diogo. Após assumir a ponta, Diogo comete um erro e roda, sendo acertado por Pedro que vinha em sua perseguição. Pedro acaba abandonando a prova e Diogo perde segundos preciosos. Após esses incidentes, o piloto de SP Eduardo Akel assume a liderança e vence confortavelmente, seguido por Diogo Maia. Na combinação de resultados, Otávio ficou com o título, comemorado debaixo do palanque enquanto acompanhava o restante da final A3, pois também abandonou a prova. Pedro Moises ficou com o vice campeonato e Diogo Maio completou o pódio.

Categoria 8.5T Modified

Na categoria 8.5T, uma lista de pilotos campeões como há um bom tempo não se via. Quem sairia vencedor era um grande ponto de interrogação.
De início, o até então campeão 2017-2018, Erich Heshiki, mostrou que queria o tri e dominou os treinos cronometrados.
Na tomadas de tempo, os erros, quebras e estratégias de pneus foram determinantes para o resultados de cada round. Ao final do primeiro dia Alexandre Hirata ficou com a pole provisória, seguido de Cesar Salvadori e Erich Heshiki.
O último round de tomadas definiu o grid, colocando Erich na pole position, seguido por HIrata e Cesar.
Na final A1, mesmo sem tração por largar fora do trilho, Cesar se beneficiou de um erro de Alexandre Hirata e já na terceira curva assumiu a ponta ao passar Erich, após um erro. Com pneus novos e sem ser ameaçado, Cesar administrou a liderança visando poupas pneus para as próximas finais e fechou com tranquilidade, seguido por Dennis Pickthall, que brigou pelo 2o lugar com Alexandre Hirata, este terminando em 3º.

Na final A2, largada sem maiores incidentes, com Cesar perdendo uma posição e perseguindo os líderes. A prova segui num ritmo forte com Hirata liderando, seguido de Flavio Elias, Erich, Cesar e Felipe Franceschi. Na metade da prova Erich comete um erro, perdendo a posição para Cesar e Felipe, que chegam rápido em Flavio Elias. Na tentativa de ultrapassar Flavio, Cesar perde tração e é acertado por Felipe, Erich reassume então a terceira posição. Mais a frente HIrata fecha a prova em primeiro, seguido de FLavio Elias.

O título ficou aberto entre 5 pilotos e a final A3 começou novamente com movimentação de posições na largada. Dessa vez Felipe se dá bem e pula para a 2a posição. Erich erra e perde a liderança e novamente um trenzinho de 5 carros puxa o ritmo da prova. Alexandre, Felipe, Cesar, Flavio, Erich lideram as primeiras três voltas. Na afobação para ultrapassar e ter chance de levar o campeonato, Cesar comete um erro, caindo para a 6ª posição. Alexandre e Felipe seguem na frente, com Flavio em 3º. Cesar se recupera ultrapassandro Dennis e Erich e mais próximo do final da prova consegue chegar em Flavio, assumindo a 3ª posição mas sendo ultrapassado novamente em seguida. Com 4 voltas para o final, Felipe consegue assumir a liderança, com Alexandre em 2º, posição que lhe garantiria o título. No final Felipe cruza em 1º, seguido pelo novo campeão Alexandre Hirata e Flávio Elias, a menos de 0.1s de Cesar.
No final, os pilotos Felipe, Cesar e Flavio empataram, e com os critérios de desempate Felipe levou o vice campeonato, e Cesar Salvadori completou o pódio.
Na finais A da categoria 8.5T tivemos 3 carros ARC R11 no grid, sendo a marca com maior presença no grid da categoria mais rápida do automodelismo
Cesar Salvadori – 3º lugar – ARC R11 2019 / LRP / SAVOX / BLITZ
Vinicius Rebelo – 8º lugar – ARC R11 2019
/ SAVOX / BLITZ
Lincoln Almeida – 10º lugar – ARC R11 2019

Logo após as finais, a esperada chuva veio, mas o cronograma reajustado devido à previsão do tempo foi cumprido perfeitamente e as corridas puderam acontecer de forma completa.

Seguem abaixo algumas fotos do evento, além do video da final A1 da categoria Modified 8.5T e os setups do carro e ESC do piloto Cesar Salvadori

Batemos na trave em 2019, ano que vem tem mais!

Final A1 Modified 8.5T

Créditos das fotos e vídeo: Adriano Berton – Berton Shots

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *